'Quando eu saio, vale o ingresso', diz Dona Marli, senhorinha que viralizou no palco de Anitta (2022)

Marli Gomes da Silva, 55, diz que está tremendo até agora. O motivo é a emoção com o repentino sucesso após ter subido ao palco e roubado a cena no show de Anitta, 29, na festa Garota Vip, no Rio de Janeiro.

'Quando eu saio, vale o ingresso', diz Dona Marli, senhorinha que viralizou no palco de Anitta (1)Foto: Reprodução

Natural de Montanhas (RN), a secretária hoje mora no Rio de Janeiro, é casada e tem dois filhos, um enteado e quatro netos. Foi justamente com o enteado, a nora e a mãe da nora que ela foi para o show.

Marli diz que, como não bebe álcool, comprou ingresso para ficar na frente do palco junto com a sogra de seu enteado, enquanto ele e nora ficaram no camarote. Questionada se foi para ver só o show de Anitta ou as apresentações dos outros artistas (Belo, Zé Felipe, Pedro Sampaio e Wesley Safadão) do evento, ela dispara: "Eu adoro quebrar na quebradeira"

Com o sucesso, ela precisou da ajuda de parentes para gerenciar suas redes sociais e as solicitações da imprensa. Também afirma que ainda não foi chamada para ser garota propaganda de nenhuma marca e nem teve um empresário em sua procura, mas que já foi convidada para a farofa da GKay.

Em entrevista à reportagem, Marli revela que ainda sonha em subir no palco e dançar com Wesley Safadão, e que ainda estaria dançando se não tivesse ido embora
Leia a entrevista:
O que mudou nessas ainda poucas horas de fama?
Marli - Meu filho, mudou muita coisa. Muita coisa, não foi pouca não. Desde as 7h, hora que eu saí do show e liguei pra minha nora, que ela já tinha ido embora, ela falou assim: 'Sogra, você não tem noção de como você está bombando. A Anitta postou você no Twitter e no Instagram. Você é um ícone, você está bombando'.

Eu disse: 'Pelas cinco chagas de Cristo, o que é que eu vou fazer agora?'. Estava sem internet, sem noção de nada. Quando cheguei em casa, que conectou o wi-fi, misericórdia... Era muita coisa. Comecei a me tremer e liguei para a minha filha para vir para cá pois eu estava desesperada e não sabia o que fazer.

Por que estava se tremendo?
M - A emoção do que está acontecendo na minha vida. Eu não tinha nem 100 seguidores e agora, do nada [milhares]. É o carinho das pessoas comigo. Até a Juliette (ex-BBB) falou de mim.
E a frase: "Criticar Marli é fácil. Difícil é ser Marli"?
M - Às vezes você encontra pessoas que criticam o jeito da pessoa ser, enquanto muita gente me elogia pela pessoa que eu sou, extrovertida, gosto de dançar, de brincar, de extravasar. Eu nunca saio, mas quando eu saio, eu saio! Por isso eu falei que é fácil criticar Marli, o difícil é ser Marli. Ninguém sabe o meu dia a dia. Eu trabalho, eu tenho meus netos, eu levo meus netos na escola, vou para o trabalho, volto, busco eles na escola. Isso é todo dia. Então, é fácil criticar quando você a Marli subir no palco balançar a raba e depois reclamar porque tem uma senhora em cima do palco dançando.

Está gostando da fama?
M - Estou amando. Só estou nervosa. Às vezes me dá um tremelique, mas eu estou amando. É o carinho das pessoas que estão postando, o retorno das postagens que foram feitas, as pessoas que tiraram foto lá comigo, me abraçando.As pessoas me chamando 'Vem, tia Marli, a tia da Anitta'. Eu sou tia de Anitta agora, tu tem noção?
Você aproveitou o momento e tirou uma casquinha?
M - Dei um tapa na bunda de Anitta. Realizei o desejo de 99% dos brasileiros. Ainda dancei "Envolver". Se você perguntar para Anitta se ela tinha ideia de que eu ia fazer tudo aquilo que eu fiz, eu tenho certeza que ela ia dizer que não. Eu danço qualquer música. É João Gomes, é pagode, é piseiro, é Wesley Safadão, é escola de samba, o que botar eu estou dançando.
Você foi ao Garota Vip para o show da Anitta?
Eu sou fã de todos eles do Garota Vitp. Meu sonho é dançar com Wesley Safadão. Até postei na página do Garota Vip pedindo para ele me chamar para dançar com ele, mas a Anitta, que fez o show primeiro, foi quem me explodiu [para o sucesso].

Para quem mais você dançou?
M - Cheguei lá estava Zé Felipe tocando, dancei. Colocaram um DJ, dancei. Colocaram o Belo, dancei. Depois veio a Anitta, o Pedro Sampaio, aí veio o Wesley Safadão. Era sete horas da manhã e eu ainda estava dançando. Eu vim embora porque minha amiga estava cansada e com sono. Mas eu só queria sair na varrida do salão.

Como você chegou no palco?
M - Fui para o front, e minha nora e meu enteado estavam no camarote. Como eu não bebo, não tinha porque eu ir para o open bar, aí, eu fui para o meio da gandaia mesmo com a minha amiga, a mãe da minha nora.
Eu disse: 'Tu vai só me acompanhando que a gente vai furando no meio do povo, vamos chegando perto que eu quero ir para o palco hoje. E consegui!
Fui para o ver show completo, para todos os cantores. Se tivesse mais [gente tocando] eu estava lá ainda, pois até agora não dormi. Eu ia dançar o "Tchuco nela", mas não deu. Ainda agora dancei "Envolver" com as meninas ali para gravar um vídeo.

Onde você aprendeu essa coreografia?
M - Quem me ensinou essa coreografia foi minha neta de seis anos. Ela ama dançar. A família Gomes em si, todo mundo gosta de dançar. Minha vó tem 93 anos e adora dançar forró.
Como sua cidade recebeu o seu sucesso?
M - Montanhas (RN) está em festa hoje, lá no interior do Rio Grande do Norte, a 100 km de Natal por causa da repercussão. 'Marli, de Montanhas para o mundo'.
Não é de hoje, se me chamam para um palco eu subo. Eu trabalhava em campanha eleitoral. Eu subia nos carros de som (em comícios). Eu cantava. As pessoas me chamavam de Xuxa falsa, porque eu cantava a música dela fazendo propaganda dos políticos.

Você, então, realizou um sonho?
M - Realizei. Meu sonho era chegar em um lugar e o artista me chamar para o palco. Tem muito palco para mim ir ainda, foi agora que começou. Espero que eles que viram minha postagem que me chamem, pois eu gosto é de dançar, independente de ritmo.

De onde vem aquela elasticidade para o espacate?
M - Vou te falar uma coisa, vou te contar um segredo: Eu nunca fiz aquilo na minha vida, foi a primeira vez. Se você me pedir para eu fazer agora, talvez eu não consiga. Eu não sei como eu fiz. Eu desci e subi, mas quando eu percebi que desci, eu pensei que eu não ia subir. Estou sendo sincera.Não estou doída nem um pingo, não estou sentindo dor em lugar nenhum. Se tiver um forró agora eu vou.

Você vai dormir antes?
M - Eu vou ter que dormir, né, meu filho? Cinquenta e cinco anos são 55 anos, né? Mas tenho energia sim.

Valeu a pena?
M - Eu nunca saio, mas quando saio, eu extravaso. Vale o ingresso. Se todos eles tivessem me chamado, eu teria dançado com eles todos. Enquanto isso, minha amiga ficou na grade segurando minha bolsa. Eu fui embora 7h, angustiada [porque queria ter ficado mais].

Fonte: Folhapress

Top Articles

Latest Posts

Article information

Author: Domingo Moore

Last Updated: 01/17/2023

Views: 6031

Rating: 4.2 / 5 (73 voted)

Reviews: 80% of readers found this page helpful

Author information

Name: Domingo Moore

Birthday: 1997-05-20

Address: 6485 Kohler Route, Antonioton, VT 77375-0299

Phone: +3213869077934

Job: Sales Analyst

Hobby: Kayaking, Roller skating, Cabaret, Rugby, Homebrewing, Creative writing, amateur radio

Introduction: My name is Domingo Moore, I am a attractive, gorgeous, funny, jolly, spotless, nice, fantastic person who loves writing and wants to share my knowledge and understanding with you.