REVISTA LITTERA ONLINE 2021 v.12 n. 23 ISSN 2177-8868 (2022)

by MARIA ARACY BONFIM

2021, VELOZ É O INSTANTE DO SALTO: LITERATURA E BIOGRAFIA EM OSMAN LINS

LITTERA ONLINE é uma publicação acadêmica do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Maranhão, e está sob licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-NoDerivative Works 3.0 Brasil. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta revista poderá ser reproduzida, seja por quais forem os meios empregados, sem permissão por escrito da Comissão Editorial. Os conceitos emitidos em artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores. ISSN 2177-8868

Related Papers

NOTAS DE UMA AVENTURA, RESÍDUOS DA IMAGINAÇÃO NOTES ON AN ADVENTURE, RESIDUALS OF IMAGINATION

by MARIA ARACY BONFIM

2021, MARIA ARACY BONFIM

Resumo: O acesso aos manuscritos de Osman Lins (1924-1978) define de modo decisivo o avanço nas pesquisas que se debruçam sobre sua obra. Deste modo, neste artigo, apresentarei alguns dados colhidos em material que integra os arquivos públicos ou pessoais de pesquisadores e familiares de Lins e que compuseram minha apresentação no painel biográfico do V Encontro de Literatura Osmaniana, 2020, especialmente sobre a viagem do escritor brasileiro à Europa em 1961. A partir das anotações manuscritas feitas nesse período, e que foram, também, estrato do livro publicado em 1963, Marinheiro de Primeira Viagem, compartilho aqui o desenvolvimento da ideia do quanto o ato de viajar (e anotar) influenciou o fluxo textual de Osman Lins, por um lado como exercício, por outro, como uma forma alternativa de criação literária, melhor entendendo, em suas palavras, "necessidades (...) de me despojar do que eu chamaria osresíduos da imaginação" (1979, p. 132). No reconhecimento de que as viagens feitas por Lins dotaram sua escrita de poderosa influência ficcional, serão apresentados, portanto, recortes da pesquisa desenvolvida por mim atualmente a partir das notas feitas por Lins em seus diários de bordo.

View PaperDownload Free PDF

A DINÂMICA DISJUNTIVA EM A HORA DA ESTRELA THE DISJUNCTIVE DYNAMICS IN A HORA DA ESTRELA

by Maria Isabel Bordini

2020

Resumo: O presente artigo tem por objetivo analisar a obra A hora da estrela (1977), de Clarice Lispector. Frequentemente considerada uma narrativa que se destaca do restante da produção da autora, por tratar mais explicitamente da temática da pobreza e da exclusão social, A hora da estrela emprega um interessante procedimento de construção narrativa, qual seja, a duplicação da instância autoral por meio da criação do autor ficcional Rodrigo S. M. Através da análise da relação estabelecida entre este narrador e a personagem Macabéa, verifica-se uma oscilante dinâmica de aproximação e afastamento entre criador e criatura. A hipótese aqui defendida é a de que tal dinâmica representa a tradução, num nível estrutural da obra, de uma questão que acompanha nossa tradição literária enquanto reflexo da formação disjuntiva da sociedade brasileira, qual seja, a questão da dissonância entre a voz do narrador letrado e a matéria ficcional iletrada. Palavras-chave: Disjunção. Narrador. Alteridade. Abstract: The present paper intends to analyse the novel A hora da estrela (1977) by Clarice Lispector. Often regarded as a work that stands out from the rest of the author's production, due to its explicit approach of poverty and social exclusion, A hora da estrela introduces an interesting narrative procedure, the duplication of the authoral voice, resulting from the creation of a fictional author, Rodrigo S. M. The relation between this narrator and the main character Macabéa shows an oscillating dynamics of approach and distance between creator and creature. We sustain the hypothesis that this oscillating dynamics is the translation, in a structural level of this novel, of a major issue in Brazilian literary tradition, namely, the dissonance between an illustrated narrative voice and an illiterate fictional subject, as the result of the disjuntive formation of Brazilian society.

View PaperDownload Free PDF

Os homens na multidão: leituras relacionais das contísticas de Murilo Rubião e Edgar Allan Poe (Amanda Berchez)

by Amanda Berchez

2020, Littera

O objetivo deste trabalho é investigar a presença - já confirmada em outras oportunidades, como entrevistas - da contística de Edgar Allan Poe na de Murilo Rubião. Com respaldo na teoria da transtextualidade de Gérard Genette, realizamos um trabalho de leitura relacional que fornece a inteligibilidade do que é acolhido, rejeitado, imitado, distorcido por Murilo Rubião, com reflexões, por exemplo: sobre a relação com as literaturas brasileira, americana e fantástica; sobre o exercício, com base em evidências incontestáveis, do arsenal de obras poeanas em seu fazer literário; sobre procedimentos de empréstimo, apropriação, integração que irrompem do contato das obras; sobre os resultados alcançados pelo posicionamento do autor em relação às diversas tradições literárias em jogo. Pretendemos provar que, ao explorar temas como a culpa, a dor, o medo, a obsessão, a repulsa e o tormento, é pela chave do horror, aliada a matizes sombrios e trágicos, que a obra do autor americano mais contribui com a do brasileiro, ambos usando da ferramenta literária na tentativa de cartografar experiências humanas.

View PaperDownload Free PDF

Sacramento das estações: escritura e tradução da narrativa “Retábulo de Santa Joana Carolina”, de Osman Lins

by Cacio Jose Ferreira

2019, Revista Littera

Carolina (1966), do escritor pernambucano Osman Lins (1924-1978), a vida da personagem Joana Carolina é apresentada por meio de uma visão aperspectivista, transformando-se em um espaço simbólico fragmentado por ornamentos, formas e poesias. Fundem-se histórias e personagens entrelaçando passado, presente e futuro. Nesse sentido, o conhecimeto aprofundado do texto de Osman Lins foi um dos pontos efetivo para que a tradução de Retábulo de Santa Joana Carolina para o japonês fosse realizada. O aporte teórico acerca da narrativa e da tradução se alicerça em textos de

View PaperDownload Free PDF

SACRAMENTO DAS ESTAÇÕES: ESCRITURA E TRADUÇÃO DA

by Cacio J . Ferreira

2019, Revista Littera

Na narrativa Retábulo de Santa Joana Carolina (1966), do escritor pernambucano Osman Lins (1924-1978), a vida da personagem Joana Carolina é apresentada por meio de uma visão aperspectivista, transformando-se em um espaço simbólico fragmentado por ornamentos, formas e poesias. Fundem-se histórias e personagens entrelaçando passado, presente e futuro. Nesse sentido, o conhecimeto aprofundado do texto de Osman Lins foi um dos pontos efetivo para que a tradução de Retábulo de Santa Joana Carolina para o japonês fosse realizada. O aporte teórico acerca da narrativa e da tradução se alicerça em textos de Sandra Nitrini, Walter Benjamim, Umberto Eco, Shuichi Kato, Henri Meschonnic, Haroldo de Campos, Octávio Paz. Além disso, integram-se à investigação largas leituras na fortuna crítica de Osman Lins e teóricos da tradução. Utilizam-se a poética do traduzir e o conceito de ritmo formulados por Henri Meschonnic em diálogos com diversos autores concernentes à poética da tradução. Em um primeiro momento são analisados o percurso inventivo da escritura de "Retábulo", seus ornamentos e simbologias. No momento seguinte, inicia-se as discussões e o debate entre a teoria da tradução e a tradução do conto de Osman Lins. Portanto, esse artigo faz uma análise do percurso inicial da tradução da narrativa osmaniana. Tal percurso visa a entender a narrativa de Osman Lins no campo analítico, bem como no percurso desdobrado para a tradução em japonês (ainda em percurso).

View PaperDownload Free PDF

FILTRO AFETIVO E RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO: INFLUÊNCIAS NO PROCESSO DA AQUISIÇÃO DE LÍNGUA ADICIONAL

by Karina Fernandes

Resumo: Para a aquisição de uma língua adicional (LA) vários são os aspectos inseridos no processo e o filtro afetivo é um elemento essencial, já que é por meio dele que os sentimentos são instalados e construídos pelo sujeito. É um fenômeno influenciável pelas relações que o falante tem e pelos ambientes que frequenta. Portanto, ao pensar nesta aquisição no contexto educacional, é necessário entender qual o papel do docente durante esse processo, bem como a sua influência no momento da aquisição da LA do aluno no contexto bilíngue em que estão inseridos. Este estudo conta com a geração de dados por meio de dois questionários, um voltado aos estudantes e outro aos professores de uma universidade particular do sul do Brasil. Os resultados alcançados mostram que a relação professor-aluno é importante na aquisição e por isso, é necessário que exista uma relação positiva entre os integrantes, já que o processo de aquisição é dinâmico e influenciável. Palavras-chave: Aquisição. Língua Adicional. Filtro Afetivo. Professor. Aluno. Abstract: The Additional Language (AL) acquisition involves many aspects, being one of them the affective filter. It is through it that the emotional aspects are built and inserted on the process. It is a phenomenon influenced by the learner's relationships and the environment that he is inserted in. Due to that, when considering the educational context, it is necessary to understand what the professor's role during this process is, their influence and the bilingual context the subjects are inserted. This study is based in two questionnaires' answers, one by students and another by professors from a private university in the South of Brazil. The results showed that the relationship between professor-student is important during the acquisition and it is important that the student has a positive relationship with the professor, as LA acquisition is dynamic and an influential process.

View PaperDownload Free PDF

OS IMPACTOS DOS JOGOS DIGITAIS NÃO-DIDÁTICOS NO APRENDIZADO DE LÍNGUA INGLESA COMO LÍNGUA ADICIONAL

2020

RESUMO: Este trabalho visa compreender os impactos dos jogos digitais não-didáticos nos processos individuais de aprendizagem, bem como analisá-los por meio de bibliografias e artigos disponíveis sobre o assunto. Apontamentos foram realizados sobre as tecnologias e demais aspectos inerentes dos jogos que propiciam o aprendizado, sobretudo a partir da experiência de imersão, interação e protagonismo, que vão ao encontro do atual perfil cognitivo e social dos nativos digitais (PRENSKY, 2012; MATTAR, 2010), compreendidos neste trabalho como os aprendizes de inglês como língua adicional (COOK, 2003; ELLIS, 1997; KRASHEN, 2002). A análise busca salientar a influência dos ambientes internos e externos ao jogo, na dinâmica das relações de aprendizado estabelecidas entre os aprendizes e os games. Afinal, chega-se à conclusão de que o processo de aprendizagem é autodeterminado e tem como protagonista o próprio aprendiz, suscitando a integração das motivações de forma natural e o aprendizado do inglês como língua adicional. Palavras-chave: Jogos digitais não-didáticos. Aprendizagem. Aquisição de língua. Inglês. ABSTRACT: This paper aims to understand the non-didactic digital games effects on the individual learning processes, as well as analyze those processes through bibliographies and available articles related to this matter. Notes were made about technologies and further inherent aspects of the game that provide the learning, overall based on the immersion, interaction and protagonism, that meet the actual cognitive and social profile of the digital natives (PRENSKY, 2012; MATTAR, 2010), comprehended in this work as the English additional language learners (COOK, 2003; ELLIS, 1997; KRASHEN, 2002). The analysis emphasizes the environment influence on the relationship of learning dynamics stablished between the players (learners) and the games. Finally, it is concluded that the learning process is self-determined and has as protagonist: the learner, and the integration of the natural motivations, causing the English as a second language to be learned in a contextualized and significant to the learners.

View PaperDownload Free PDF

O POETA IMERSO NA CIDADE: PAISAGEM, EXPERIÊNCIA E MULTIDÃO

by Juliana Belo

RESUMO: A cidade, espaço privilegiado pelos poetas modernos, é palco das multidões. Devido ao processo de industrialização, a multidão ocupa as grandes cidades e a relação com esse espaço sofre mudanças: paisagens, experiências e representação poética. Este artigo tem como objetivo analisar as visões desse espaço a partir do olhar dos poetas João Cabral de Melo Neto, Edgar Allan Poe, Willian Blake, T. S. Eliot, sem perder de vista a tópica da terra devastada (terre gaste, paeseguasto, wasteland). Em outras palavras, a paisagem negativa como figura do mundo sob o signo da catástrofe, um meio que o poeta apreende sua própria época. Palavras-chave: multidão. poesia. cidade. paisagem. ABSTRACT: The city is a privileged space by modern poets and it is the crowds' scene. Due to the industrialization process, the crowd occupies the big cities and the relationship with this space gets into changes: landscapes, experiences and poetic representation. This article aims to analyze this space's views from the look of poets João Cabral de Melo Neto, Edgar Allan Poe, William Blake, TS Eliot, without missing the importance of the waste land topic (terre gaste, paeseguasto, wasteland). In other words, the negative landscape as a figure in the world under the catastrophe sign-another way the poet has decided to comprehend his own time.

View PaperDownload Free PDF

Traducao Literária: leituras e criação

by Emilie Audigier and Marlova Aseff

2019, Littera On-line

APRESENTAÇÃO As reescrituras, nos diz André Lefevere (2007), e sobretudo os textos traduzidos, tendem a desempenhar um papel tão importante no estabelecimento de um sistema literário quanto o das escrituras originais. Isso ocorre não somente porque a grande maioria dos leitores tem acesso aos textos da tradição ocidental por meio de traduções, mas porque esse sempre foi um meio eficaz tanto de afirmar quanto de repelir modelos literários. Levando isso em conta, este número da revista Littera, vinculada à Pós-Graduação de Letras da Universidade Federal do Maranhão, traz o especial temático "Tradução literária: leituras e criação", que reúne múltiplas reflexões sobre as especificidades da tradução de literatura, tomando os textos-original e tradução-como integrantes de fenômenos culturais amplos. Não obstante o fato de ser uma atividade muitas vezes ocultada e relegada a segundo plano, é inegável que a tradução, desde os seus primórdios, foi responsável pela importação de formas, gêneros e procedimentos estilísticos de uma língua e literatura à outra. Para Octavio Paz, a chamada evolução literária sempre foi movida por tais encontros: Os grandes períodos criadores da poesia do Ocidente, desde sua origem na Provença até os nossos dias, foram precedidos e acompanhados por cruzamentos entre diferentes tradições poéticas. [...] Desse ponto de vista, a história da poesia europeia poderia ser vista como a história das diversas conjunções que compõem a chamada literatura do Ocidente, para não falar da presença árabe na lírica provençal ou a do haiku e da poesia chinesa na poesia moderna (PAZ, 1991, p. 157). Neste sentido, ler a partir da escrita do outro é uma confrontação vertiginosa, como constatam os escritores-tradutores Rainer Maria Rilke, Samuel Beckett ou Wladimir Nabokov. Yves Bonnefoy ressalta que "Se a tradução não é uma cópia, nem uma técnica, mas um questionamento, e uma experiência, ela pode se inscrever-se escrever-apenas na duração de uma vida, e necessita de todos seus aspectos, todos seus atos (BONNEFOY, Entretiens sur la poésie, 1990, p. 153-154).

View PaperDownload Free PDF

Memória e ficção histórica em Transplante de Menina, de Tatiana Belinky

by Simone Luciano Vargas

2016, Littera Online

Este trabalho apresenta uma reflexão sobre a narrativa de memória e a ficção histórica na obra autobiográfica Transplante de Menina (2003), de Tatiana Belinky. Coloca-se em discussão se esta autobiografia pode ser considerada ficção histórica, já que traz questões sócio-históricas, particularmente no que diz respeito aos imigrantes da década de 1930 na cidade de São Paulo. A partir da subjetividade da narradora-personagem, é possível perceber a visão que o imigrante faz do espaço social no qual necessita inserir-se e os traumas advindos desse “transplante” ao qual é submetido. Outra questão a ser analisada é o caráter ficcional do discurso de verdade que a autora-narradora pressupõe à narrativa ao representar os eventos passados, pois as autobiografias têm muito de ficcional devido à impulsão criadora e imaginativa de seus autores.

You might also like

Latest Posts

Article information

Author: Melvina Ondricka

Last Updated: 07/12/2022

Views: 6517

Rating: 4.8 / 5 (68 voted)

Reviews: 83% of readers found this page helpful

Author information

Name: Melvina Ondricka

Birthday: 2000-12-23

Address: Suite 382 139 Shaniqua Locks, Paulaborough, UT 90498

Phone: +636383657021

Job: Dynamic Government Specialist

Hobby: Kite flying, Watching movies, Knitting, Model building, Reading, Wood carving, Paintball

Introduction: My name is Melvina Ondricka, I am a helpful, fancy, friendly, innocent, outstanding, courageous, thoughtful person who loves writing and wants to share my knowledge and understanding with you.